Bijuteria Artesanal e a Arte em Fimo.

18 março, 2007

Brinquinhos para a Feira

Estes são apenas alguns dos brincos que já fiz para a feira. Comecei hoje e ainda só fiz estes! Evidentemente, como já fiz as peças em Fimo durante a semana, logo à noite, terei uns 30 ou mais prontos. Não custa fazer um par de brincos, o que custa é fazer peças em Fimo para eles, exactamente do mesmo tamanho e sem recorrência a moldes. Colocar um suporte para ser brinco ou alfinete, ou seja lá o que for....Pfffffff, que é que é isso, comparado com o trabalho que já tive? Aliás, o uso dos moldes é extremamente limitador para a nossa imaginação. Podemos, conseguir dezenas de peças iguais em poucos minutos, mas também podemos encontrar à venda milhares iguais às nossas, o que não é nada agradável (nada mesmo, a mim dá-me muita raiva!). Agora, é certo que em determinadas figuras, como por exemplo, uma concha ou uma estrela do mar, faz todo sentido usar um molde, já que as cores a utilizar são poucas e o moldagem de tais figuras, levaria seguramente mais de 1h a fazer. Quando usar moldes , estes, hão-de ser feitos por mim e com base em peças moldadas pelas minhas mãos. Isso é garantido, pois os que se encontram à venda nas papelarias, lojas de artesanato e outros sítios, até me metem nojo! Não prestam, têm uma durabilidade limitada e ainda por cima, podemos ver coisas em Fimo iguais às nossas.
Isto é um desabafo por ter visto um peixe imitação dos meus, mas felizmente muito torto e tosco, enfim, uma porcaria que para ali estava, que se eu fizesse aquilo, nem ao forno levava porque deitava para o lixo ! Como estou deveras irritada, vou passar a pôr-lhes DENTES e farei Sereias em vez de peixes!
Pronto, agora que estou mais calma, já vos posso mostrar os brincos já feitos, as peças utilizadas, foram as últimas que fiz que estão 1 ou 2 posts antes deste.
Como na minha 1ª e única feira, as pessoas tendiam a comprar aquilo que era muito barato, fosse bonito ou feio e deixar de parte tudo o que custava acima de 5€, decidi que levarei para a próxima feira só coisinhas pequenas, tais como brincos e alfinetes. Aquilo que é mais caro, só se vende a amigos e família. E porquê? Porque gostam de nós e querem-nos ajudar! Apareceu lá uma ou outra pessoa que eu não conhecia e por acaso, uma delas, até levou o colar mais caro que eu lá tinha. Mas um desconhecido, comprár-nos algo mais caro, é uma raridade! As outras meninas participantes da feira, disseram o mesmo. Em Portugal está tudo sem dinheiro. É uma pena ter que vender tudo aos estrangeiros.
Pelo menos, no sul de Espanha, Ibiza, Canárias e Paris compram-nos as coisas sem sequer as verem ao vivo, apenas com base numa foto e reputação. A reputação, reconhecimento, não a temos cá(infelizmente!). Fora de Portugal e em meios onde a concorrência aperta, é que nos destacamos por ter coisas diferentes. Vamos a eles!


Uma está mais zangada que a outra, mas o Fimo é assim, nada nos sai exactamente igual :)
Flores. Brincos banais, para pessoas banais :)

"Evil Eye", penso que é uma mania dos turcos - tudo tem olhos! Estes olhos são bondosos :)
Nota: Em tempos ofereceram-me um anel em prata com um olho horrível e julgo que veio da Turquia. Nunca o consegui usar:)
Estas peças já as faço desde o ano passado, mas penso que ainda não tinha feito brincos com elas. Devem aparecer em alguns colares cuja foto se encontra em posts mais antigos(Agosto, setembro de 2006). Dão um efeito muito bonito aos colares e são muito úteis como "entremeios" de 2 outras peças. Evidentemente que se podem fazer em milhares de cores e formas.
Cereja e melancia. Bom apetite!

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home